West Bay Club – nosso hotel em Grace Bay Beach, Providenciales

Conforme contei anteriormente, nas últimas férias estivemos em Providenciales, Turks and Caicos. Passei 6 dia dizendo: olha-a-cor-desse-mar! Se você ainda não viu os posts com dicas e roteiro (aqui e aqui), corre lá!

Neste post, vou explicar mais sobre o nosso hotel, West Bay Club: porque o escolhemos, quais as suas vantagens e desvantagens.

É importante dizer que nós investimos muito tempo pesquisando hotéis para essa viagem. A nossa prioridade era a localização, mas também queríamos um hotel com bons reviews, que tivesse estrutura na beira da praia e, claro, com preço que coubesse no nosso orçamento (Turks and Caicos é um destino caro).

Depois de avaliar bastante, escolhemos o West Bay. Não nos arrependemos, mas a minha nota para ele é 3,8 de 5 (baseada na localização, quarto, estrutura do hotel e serviços).

Imagens aéreas que fizemos do hotel com o drone:


Localização – nota 5 de 5

O West Bay Club fica em Grace Bay Beach, uma das praias mais bonitas do mundo. Nós queríamos muito ficar nessa praia e nem olhamos hotéis em outros lugares.

West Bay Club

Nadando em Grace Bay Beach, em frente ao hotel

O bacana do West Bay é que, apesar de ficar na praia mais famosa de Turks and Caicos, esse hotel encontra-se numa área bem sossegada, afastada do burburinho.

West Bay Club e Grace Bay Beach vistos de cima

Mas não pense que o hotel é isolado, o West Bay fica pertinho de tudo! Basta caminhar 500 metros para chegar no Bight Reef, recife de corais mais popular de Providenciales. Perfeito, né?

West Bay Club

Grace Bay Beach

Além disso, fica a 10 minutos de bicicleta de Turtle Cove, uma área com diversos restaurantes. Para completar, o hotel fica do ladinho do Bight Park, onde acontece o famoso Fish Fry nas quintas-feiras.

Nós alugamos carro apenas um dia (quando fomos explorar outras praias) e não sentimos falta.


Quarto – nota 4 de 5

O nosso quarto era ótimo considerando o seu custo/benefício – muito limpo, bem espaçoso e a cama super confortável . O quarto também tinha máquina de lavar e secar roupas, uma mini cozinha e duas varandinhas. Nada luxuoso, mas confortável e perfeito para duas pessoas.

West Bay Club

Mas Camila, porque você não deu nota máxima? O wifi no quarto era ruim. Pegava somente perto da porta de entrada, no restante do quarto a conexão caía toda hora.

O nosso quarto não tinha vista para o mar. Essa foi uma escolha consciente, pois achamos a diferença de preços muito grande. Porém, ao chegar no hotel, nos arrependemos da decisão econômica – olhamos para aquele mar maravilhoso e queríamos dormir e acordar olhando para ele. Tentamos trocar, mas eles estavam lotados e não rolou :(.

Tipo de quarto – Studio Bedroom
Faixa de preço – varia entre $323 a $800 por dia
Capacidade – 2 pessoas

O hotel possui outras opções de quartos e apartamentos (que comportam até 12 pessoas).


Estrutura do hotel – nota 4 de 5

O West Bay club intitula-se boutique resort*. As suas dependências realmente possuem características de hotel boutique: é charmoso, pequeno, intimista e possui muitos detalhes que fazem a diferença – água saborizada na beira da praia e quarto arrumado duas vezes ao dia são alguns exemplos. 

West Bay Club

West Bay Club

O que West Bay Club oferece?

* Estrutura na praia (cadeiras, guarda-sóis e toalha)
* Piscina (quem usa piscina nesse paraíso?)
* Restaurante e bar (ambos com o mesmo menu)
* Uma academia pequena
* Algumas atividades para crianças (detalhes aqui)

West Bay Club – bar na beira da praia

Estrutura do West Bay Club na beira da praia de Grace Bay.

Eu não dei nota 5 para a estrutura do hotel porque, considerando a diária de 400 dólares (não é um resort all inclusive), eu esperava um pouco mais de “luxo”.

*Quer saber mais sobre o conceito de hotel boutique? Neste post do blog Sala Vip, do jornal Estadão, tem uma ótima explicação. 


Serviços – nota 2 de 5

Esse é um assunto delicado. Não quero ser injusta, mas em alguns casos o serviço deixou a desejar.

Boutique resorts são famosos por oferecerem uma experiência única, tanto no que diz respeito às suas acomodações, quanto no que diz respeito ao atendimento personalizado. É nesse quesito que eles falharam.

Resumindo: alguns funcionários pareciam ter pouca experiência para lidar com público. Percebemos isso em diversas situações.

Pontos positivos do serviço:

– Ótima estrutura na beira da praia.
– Empréstimo de SUP, caiaque, pés de patos, máscara de snorkel e até pranchas de windsurf.
– Treinamento de SUP e windsurf gratuitos.
– O quarto era arrumado duas vezes ao dia (super bem arrumado, limpinho e com toalhas novas todas as vezes).

Pontos negativos do serviço:

– Serviço de concierge fraco. Sim, eles chamaram táxi quando precisamos, ajudaram com o aluguel do carro e com a reserva do passeio de barco. Porém, não estavam preparados para lidar com o público.
– Os funcionários da beira da praia foram “grosseiros” diversas vezes. Não pareciam estar com vontade de nos atender, sabem?
– Café da manhã continental bem sem graça (tão sem graça que nem lembrei de tirar foto).

Aula de windsurf gratuita do West Bay Club

Windsurf em Grace Bay Beach

Se eu ficaria de novo nesse hotel? Ficaria. Principalmente pela localização, limpeza e conforto do quarto. Tivemos alguns percalços, mas valeram a pena.

Para mais informações sobre o West Bay Club, clique aqui.

LEAVE A COMMENT

Reserve seu Hotel



Booking.com

Guias em Seattle

Categorias

Sobre a Blogueira

Camila Picolli

Sou Camila Picolli, publicitária, gaúcha e moro em Seattle desde 2011...mais →

Mila no Instagram