Roteiro de 4 Dias em Havasu Falls

Roteiro de 4 Dias em Havasu Falls

Já começo avisando que a palavra “lindo” e suas varáveis é repetida diversas vezes ao longo deste post. Pode dizer que é clichê, mas faltam elogios para descrever esse paraíso. Ah, Havasu Falls, por ti eu caminharia 200 quilômetros.  <3


Um pouco sobre Havasu Falls

Havasu Falls é uma cachoeira “escondida” no Grand Canyon. Porém, a sua área não pertence ao Grand Canyon National Park, e sim à tribo indígena Havasupai.

Como assim, tribo indígena?

Isso mesmo! Uma tribo indígena, que habita o local há mais de 800 anos, é dona das terras. Mas engana-se quem pensa que foi sempre assim.

Em 1882, o governo americano apropriou-se da área, deixando apenas 210 hectares para os nativos. Depois de quase um século de lutas na justiça, a tribo Havasupai conseguiu recuperar uma parte das suas terras (75 mil hectares).

Atualmente, a principal fonte de renda da tribo é o turismo – eles têm uma hospedagem, camping, loja de conveniência, café e oferecem serviços de transporte de cargas de/para a vila.

Havasu Falls

Algumas curiosidades:

* Havasupai significa “povo das águas azul-turquesa”. O motivo é óbvio, né?
* A área de Havasu possui 5 cachoeiras: Havasu, Mooney, Beaver, New Navajo e Fifty Foot Falls (vou contar tudo sobre elas)
* A tribo à qual Havasu pertence tem aproximadamente 640 habitantes.
* É preciso passar pela vila onde eles moram, chamada Supai, para chegar no camping.
* Por respeito aos nativos, não é indicado fazer fotos em Supai.

Apesar de querer muito mostrar a vila aqui no blog, obviamente eu não fotografei. Mas a blogueira que vos fala não desiste facilmente! Procurei, procurei, procurei e achei a cena de uma filme em Supai, com o  Nicholas Cage e a Jessica Biel. Chama-se NEXT (O Vidente é o título em português).

Claro que na ficção as coisas são diferentes. Por exemplo: eles chegam na vila em 2 minutos e estão com roupas normais. Nós demoramos 6 horas e estávamos com roupas de hiking, suados e com poeira até dentro dos olhos, ahahahaha.

Mas a cena é super bacana – a vila que aparece no filme é exatamente onde nós passamos (a área da cachoeira também).


Havasu Falls – Roteiro de 4 Dias

Conforme contei aqui, nós fizemos essa viagem com a Wildland Trekking. Foram 4 dias lindos, intensos, cheios de desafios e emoções.

Dia 1 – trilha de ida para Havasu (16 km)

O primeiro dia começou bem cedinho. O guia (Nick) nos encontrou em Peach Springs as 6h30. Tomamos um café da manhã reforçado (preparado por ele no estacionamento do hotel) e pelas 8h partimos de van até o local onde inicia a trilha. A viagem é de uma hora e meia.

Havasu Falls

não-Flávias (Martinha e eu) e as Flávias (Koetz e Amaral)

Pelas 10h começamos a caminhada. Desde o primeiro minuto já estávamos impressionados com a beleza. As paisagens na área do canyon são ma-ra-vi-lho-sas.

A ida tem 16 km, mas a maior parte da trilha é plana. Melhor assim, né?

Nós estávamos sem pressa alguma. Fomos com calma, curtindo a paisagem, parando para fotos e conversando. Chegamos na cachoeira em torno das 16h.

Óbvio que fomos direto nos refrescar nas águas límpidas de Havasu Falls. Enquanto isso, o guia arrumava o nosso camping e o jantar. Ô vida boa!

Olhem o contraste dos canyons com o a cor da água. Incrível!

Dia 2 – Mooney Falls e Beaver Falls (12 km)

No segundo dia, fomos explorar as outras cachoeiras do Havasu Canyon. Foram 12 km de caminhada e 6 bolhas nos meus pés. Mas eu faria tudo de novo.

A primeira parada foi a Mooney Falls – linda, linda, linda!

Enquanto Havasu Falls é conhecida pela água azul-turquesa, Mooney Falls é famosa pela sua altura e acesso desafiador.

Para chegar na cachoeira, passamos por uma caverna, descemos um cliff e terminamos em uma escada de madeira.

A descida é de aproximadamente 60 metros. Confesso que para mim foi tenso, pois morro de medo de altura. O coração bateu forte, mas foi por uma ótima causa.

O lago formado por Mooney Falls é bem raso e tem água cristalina. Para completar a lindeza, a cachoeira forma uma névoa que normalmente vem acompanhada de um arco-íris. Tem como não se apaixonar?

Continuamos a caminhada em direção a Beaver Falls, a cachoeira mais remota do Havasu Creek. A trilha é linda (linda!), mas a rota é um pouco complicada. Se você optar por fazer o passeio sem guia, recomendo estudar bem o mapa.

No caminho, atravessamos diversos riachos (leve sandálias de hiking) e passamos por uma floresta cercada por paredões incríveis. Parecia o filme Jurassic Park.

Digo e repito: a caminhada sempre compensa. Beaver Falls é sensacional. São diversas piscinas em cascata que correm sobre terraços de calcário no Havasu Creek.

E já que estou sendo repetitiva – olha o contraste dos canyons com o a cor da água. Incrível, né? :P

Ó nós nadando em Beaver Falls, gente!

Depois de Beaver Falls, fomos explorar um pouquinho o canyon. É incrível como somos pequenos perto de toda aquela imensidão.

Naquela noite, o guia preparou um jantar com arroz e feijão #oshikerspiram.

Arroz & feijão, Marta & Nick :P

Dia 3 – New Navajo e Fifty Foot (6 km)

O terceiro dia foi relaxante, pois tínhamos que guardar energias para os 16 km da volta.

Ficamos nas cachoeiras mais próximas ao camping, Navajo Falls e Fifty Foot Falls. Ambas bem acessíveis e (advinha?) muito lindas.

A cachoeira da foto abaixo é a Fifty Foot. Nós passamos a tarde nas piscinas que ficam acima dela (bem na pedra onde está o casal). Foi uma delícia tomar sol e curtir as suas águas cristalinas.

Temos até um vídeo desse momento sublime! Prestem atenção no barulho da água. Não é super relaxante?

A New Navajo Falls fica bem pertinho da Fifty Foot e também é (o que?) linda.

Porém, na minha opinião, a New Navajo Falls é mais bacana para quem quer nadar e tomar banho, do que para quem quer ficar relaxando e curtindo o sol. Tem até caverna atrás da queda d’agua.

New Navajo Falls – Foto: Flávia Amaral

Dia 4 – trilha de volta (16 km)

A volta começou super cedo. Acordamos as 4h e, para evitar o sol e calor extremo, começamos o hike de volta as 5h30.

Terminamos a trilha pelas 10h30. Abaixo está é a foto (linda) de um grupo cansado, suado, feliz e deslumbrado com as belezas de Havasu Falls.

Nick (guia), Marta, eu, Flu, Flá, Gordo e Gus.

Quem ficou doido para conhecer Havasu Falls levanta a mão!

6 thoughts on “Roteiro de 4 Dias em Havasu Falls

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.