Roteiro Seattle – São Francisco de carro

Roteiro Seattle – São Francisco de carro

Seattle e São Francisco ficam a 1300 km de distância. Longe, né? O tempo de estrada é aproximadamente 14 horas, sem considerar as paradas e os desvios. Mas o objetivo do roteiro de Seattle a São Francisco de Carro não é chegar rápido e sim conhecer o que está no caminho.

Para fazer o passeio com calma, eu sugiro pelo menos 10 dias de viagem. Obviamente você pode “cortar” algumas coisas, caso não tenha tanto tempo.

Neste post eu conto para vocês o roteiro que nós fizemos (foi lindo!) e sugiro algumas paradas extras, que já tínhamos feito em outras ocasiões.

Vamos lá?


De Seattle a São Francisco de Carro – detalhes importantes:

• Este roteiro é de ida e volta e tem atrações diferentes em cada trecho (vai por um lugar e volta pelo outro).
• O ideal é fazê-lo no verão, assim você garante que o Crater Lake e Mount Saint Helens estarão abertos para visitação. Além disso, o tempo em  Oregon e Washington é bem menos chuvoso nessa época.
• O que levar na mala: verifique como estará a temperatura no período da sua viagem. As regiões de São Francisco, Oregon e Washington podem estar “fresquinhas” mesmo no verão.
•  Ao longo das estradas nós não tivemos nenhum problema para achar postos de gasolina e comida. Mas, para garantir que tudo vai dar certo, nunca deixe o tanque muito vazio (principalmente antes de ir pro Crater Lake e Mount Saint Helens, pois nas suas proximidades não há postos de combustível) e sempre tenha alguns lanchinhos no carro.


Dia 01: Seattle -> Eugene pela US 101, passando por Cannon Beach

Quando falamos do Noroeste dos EUA, ninguém pensa em praia. Na verdade, as praias daqui realmente não têm clima tropical e a água é super gelada, mas as paisagens são de tirar o fôlego. Vale muito a pena fazer o trajeto pela costa e ir parando em alguns lugares para admirar a beleza da natureza.

Seattle a São Francisco de Carro
Algum lugar na costa de Oregon – US 101

Comece a sua viagem a partir de Seattle em direção à Cannon Beach (Oregon). A rota ideal começa pela I-5 South e passa pela US-101, onde você vai encontrar paisagens lindíssimas (mapa abaixo).

Cannon Beach é famosa pelas suas formações rochosas e paisagens lindíssimas. Umas das praias mais bonitas da costa de Oregon! A sua principal atração é a Haystack Rock, uma pedra de 72 metros de altura que fica dentro do mar. Aliás, para os fãs de Crepúsculo, esta praia foi uma das locações do filme.

Cena do filme Crepúsculo em Cannon Beach. Foto: locationshub

Quando passamos por lá, tinha uma super névoa e não dava para ver nada a 10 metros de distância (tá, talvez seja exagero), acabamos nem passeando muito. Uma pena! Mas valeu a tentativa.

Cannon Beach Oregon – estava bem nublado quando passamos por lá.

Se você sair de Seattle pelas 9:30, vai chegar lá entre 13:30 e 14:00. Sugiro almoçar em Cannon Beach – tem vários restaurantes e cafés charmosinhos – e depois dar uma passeada pela beira da praia.

Cannon Beach e a Haystack Rock. Foto: Maíra Wenzel

A próxima parada é Eugene, onde você vai passar a noite. Continue pela US-101 até Newport e depois pegue a US-20 em direção a I-5 (mapa abaixo). O trecho é de aproximadamente 4 horas. Sugiro sair de Cannon Beach em torno de 16:00, assim você poderá descansar bem, pois o dia seguinte será puxado.

Eugene é super pequena, nós paramos lá somente para comer e dormir. Ficamos no hotel Holiday Inn e achamos ótimo (limpo e bonitinho).


Dia 2: Crater Lake

Comece o seu dia cedinho (tipo umas 7:30), tome café da manhã e pegue a estrada. A distância para o Crater Lake é de 2h30, então você deve chegar pelas 10h30.

O Crater Lake, que fica no parque nacional de mesmo nome, é um lago formado na caldeira de um vulcão extinto. Esse é o lago mais profundo dos Estados Unidos, o segundo mais profundo da américa do norte e o sétimo do mundo – famoso pela água límpida e de cor azul escuro. A paisagem é incrível!

Se você for para lá no verão, terá muitas coisas para fazer (trilhas, passeios de barco, piqueniques, etc) . Quando fomos, ainda tinha muita neve, então as atividades ficaram bem limitadas – para fazer hiking era preciso equipamento especial, ainda estava bem frio e algumas estradas estavam fechadas.

Sugiro dar uma olhada no site para saber o que está aberto/funcionando.

Crater Lake National park – olhem o paredão de neve acumulada na estrada
Crater Lake – o que é a cor dessa água (amiga Flavitcha na foto).

Seattle a São Francisco de Carro

Informações úteis:

  • Se você fizer reserva com antecedência, pode passar a noite dentro do parque, no hotel Crater Lake Lodge. Eles também possuem cabanas e camping.  A outra opção  é  pegar a estrada no final da tarde e dormir em Shady Cove, a 1 hora  hora do parque.
  • Valor para entrar no parque: USD 10 por veículo de passeio
  • Onde comer: nós lanchamos no  Rim Village Cafe, mas há outras opções.


Dia 03: Shady Cove -> São Francisco

Este dia é praticamente só na estrada (I-5). Os pontos altos são a divisa dos estados de Oregon e Califórnia e o Mount Shasta.

A divisa de Oregon e Califórnia fica mais ou menos entre as cidades de Colestin (Oregon) e Cole (Califórnia).  Caso você queira fazer a famosa foto com a placa, tem lugar para estacionar.

Seattle a São Francisco de Carro
Divisa dos estados de Oregon e Califórnia

O Mount Shasta fica a uma hora de carro a partir da divisa entre os dois estados. Fique ligado na estrada, pois ele vai aparecer bem lindão na sua frente!

Mount Shasta visto da I-5 South

Provavelmente você chegará em San Francisco à noite e irá direto para o seu hotel.


Dia 04: São Francisco

Se você decidir conhecer São Francisco, sugiro reservar pelo menos dois dias. Nós fomos em outra ocasião e a cidade é incrível. Este é o roteiro do primeiro dia.


Dia 05: São Francisco

E este é o roteiro do segundo dia.


Dia 06: Do Sausalito a Bodega Bay

Mais um dia que eu indico começar cedinho (sim, sou madrugadora!). O trânsito em São Francisco é chato e turista não gosta de perder tempo, né?

Agora é hora de oficialmente começar a voltar. A nossa primeira parada saindo de São Francisco foi o Sausalito, no Battery Spenser View Point. Tivemos sorte, pois o dia estava super aberto e não tinha nenhuma névoa na ponte (o que é um pouco raro).

O Battery Spenser View Point é considerado um dos locais com a vista mais bonita da cidade, então está sempre lotado e pode ser difícil estacionar. Passamos lá, tiramos fotos, curtimos a paisagem e então pegamos a estrada para o norte.

São Francisco vista do Battery View Point
<3

O litoral e a estrada ao norte de São Francisco são lindos. A cada curva eu ficava mais apaixonada! E olha que é cheio de curvas.

As nossas paradas foram: Muir Beach, Muir Beach Overlook, e Stinson Beach.

Muir Beach é a queridinha dos surfistas da região. A praia tem estacionamento gratuito e um caminho de madeira que passa pelas dunas e vai até a beira. Leve casaco pois provavelmente estará ventando!

Caso você esteja interessado em uma experiência diferente, o norte da praia é popular por ser uma área de nudismo ;).

Seattle a São Francisco de Carro
Muir Beach – Califórnia

O Muir Beach Overlook  fica um pouco ao norte (indo pela Highway 1) e também é parte da Golden Gate National Recreation Area. O mirante tem vistas belíssimas do oceano pacífico e em dias bem abertos você pode ver São Francisco de lá.

O local também tem estacionamento e uma escadaria para chegar ao mirante.

Muir Beach Overlook

Entre novembro e junho, se der sorte, você também pode ver baleias azuis que passam por ali durante sua rota migratória.

Muir Beach Overlook – vista para o norte
Muir Beach Overlook – vista para o sul

Depois do Muir Beach Overlook, nós seguimos para o norte em direção à Stinson Beach, onde vimos o pôr do sol e fizemos um lanche no Coast Cafe, um restaurante local super charmosinho que serve diversos tipos de comida (refeições, lanches, items de padaria, café, etc).

Stinson Beach

Quando anoiteceu, fomos até Bodega Bay, onde dormimos. Nós ficamos no hotel The Inn in the Tides e adoramos. Ele não é super requintado, mas tem lareira no quarto (que dá um clima aconchegante) e vista para a baía.


Dia 07: The Point Reyes Lighthouse, Healdsburg & Eureka

Este dia poderia ter sido mais divertido se não estivesse com neblina. Dormimos em Bodega Bay porque a praia é linda. Mas não dava para ver um palmo na frente do nariz, então decidimos voltar um pouco e visitar a Point Reyes Lighthouse, na esperança que o tempo abrisse.

Point Reyes Lighthouse é um farol inaugurado em 1870. Hoje, ele é um centro de visitação e famoso pela vista linda que oferece da costa. O problema é que ele também é famoso pelo fog!

Mesmo assim, o passeio foi super bacana e bonito. Prepare-se para fazer um pouquinho de exercício, a escadaria do farol tem 300 degraus.

Point Reyes Lighthouse

Saindo de Point Ryes pegamos a estrada em direção a Healdsburg, uma cidade muito fofa em Sonoma County, região famosa na Califórnia pela produção de vinhos. Nós almoçamos no restaurante português Café Lucia – uma delícia!   Eles também fazem degustação de vinhos locais.

Depois de Healdsburg, seguimos viagem pela US 101 até Eureka, onde dormimos no hotel Holiday Inn Express. Super recomendo.

Dica: se você tiver mais tempo, vale a pena dormir uma noite em alguma das cidades de Sonoma County, para poder conhecer vinícolas.


Dia 08: Eureka, Trinidad, Redwood Highway e Crescent City

Eureka é uma cidade super pequena. A sua maior atração turística é a Carson Mansion, uma casa em estilo vitoriano localizada em Old Town. A casa é considerada uma das maiores execuções vitorianas dos Estados Unidos e é a construção vitorina mais fotografada da Califórnia. Originalmente, a propriedade pertencia a William Carson, um dos primeiros barões da madeira do norte do estado. Hoje, é sede de um clube privado e não está aberta ao público.

Carson Mansion – Eureka

Saímos de lá e seguimos pelo litoral até Trinidad. Pelo caminho, vimos muitas paisagens lindas e paramos diversas vezes para curtir o visual e tirar fotos.

Highway 101 – Califórnia
Highway 101 – Califórnia
Clam Beach County Park
Clam Beach County Park

Chegamos em Trinidad bem na hora do brunch e comemos num restaurante super famoso, chama-se Seascape e é conhecido pela vista e pelos pratos com caranguejo.

A praia é linda, então vale a pena dar uma passeada por lá.

Farol de Trinidad e a praia ao fundo.
Trinidad
Trinidad – vista do restaurante Seascape.

Saindo de Trinidad fomos em direção a Redwood Highway. Esta parte da estrada é incrível. Ela corta o parque Nacional de Redwood, famoso pelas suas árvores milenares e gigantescas. Por falta de tempo, nós não paramos no parque. Mas se você tiver um dia extra, super indico conhecê-lo.

De qualquer forma, as árvores na estrada são lindas e enooormes, paramos algumas vezes para tirar fotos e foi show!

Redwood Highway
Redwood Highway


Dia 09: Crescent City -> Long View

Este dia é todo na estrada. O trecho de Crescent City para Longview é de seis horas e meia. Já que o dia não tem programações turísticas, você pode aproveitar para dormir até mais tarde!

Longview é uma cidade bem perto do Mount Saint Helens, que você vai visitar no dia seguinte.


Dia 10: Mount Saint Helens -> Seattle

Acorde cedo (de novo, Camila?) e passe no  Mount Saint Helens antes de voltar para Seattle. Se você começar pelas 8:00, deve terminar o passeio pela montanha pelas 16:00 (dependendo do que decidir fazer). Seattle fica a quatro horas de lá, então você estará de volta à noite.

Mount Saint Helens

Neste post eu explico todos os detalhes sobre o passeio de 1 dia no Mount Saint Helens.


E aí, gostaram do roteiro de Seattle a São Francisco de Carro? Você incluiria mais alguma coisa que eu não citei no post? Conta pra mim, vai!


Guias brasileiras em Seattle

Planejando uma viagem para Seattle? Venha passear conosco!
Conheça Seattle com quem mais ama e entende da cidade. Temos várias opções de passeios e também fazemos tours personalizados.

Mande e-mail para contato@guiasemseattle.com ou visite a nossa página para saber mais.

8 thoughts on “Roteiro Seattle – São Francisco de carro

  1. Meu Deus, cada paisagem de tirar o fôlego… Eu fui somente até Astoria de carro pra realizar meu sonho de conhecer a cidade onde foi filmado o filme que marcou minha infância, Os Goonies. Eu ia esticar a viagem até o litoral onde foram filmada algumas cenas, inclusive a cena final do filme e é onde aparece na foto legendada “Cannon Beach e a Haystack Rock”. Não tô lembrando o nome da praia, mas eram onde tinha essas pedras. Infelizmente eu estava começando um divórcio tumultuado e a viagem foi a última de casado. Aí como não havia o clima que eu tinha imaginado pra realizar meu sonho de infância, depois de Astoria (onde foi filmado a maior parte do filme) voltamos pra Seattle.

  2. Que coisa maaaais linda o Crater na neve!!! Sou completamente apaixonada por esse lugar, fomos no verão e quero muito ter a chance de voltar no inverno, só pra ver assim, branquinho!! Só estivemos no Oregon e Washigton, mas essa sua roadtrip ficou muito redondinha!

    :)

    Beijão!

  3. Otima matéria !!!! Sempre vou a Seattle em outubro a trabalho, um dia vou tirar alguns dias para seguir esse roteiro,muito show. Parabens !!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.