Ano Novo em Nova Iorque

Ano Novo em Nova Iorque

O nosso ano novo em Nova Iorque foi incrível! Nós ficamos lá do dia 31 de dezembro ao dia 04 de janeiro e deu para fazer várias coisas legais.

Esta foi a primeira vez que visitei NYC no inverno. Adorei. Nos primeiros dias não estava muito frio (entre 05 e 10 graus Celsius), mas depois começou a baixar a temperatura. Chegou a -9 no dia em que estávamos indo embora. Teve sol o tempo todo, então deu para aproveitar bastante.

Ficamos no Brooklyn, na casa dos nossos amigos. Eu achei a localização ótima. Arrisco dizer que ficar no Brooklyn é tão bom quanto ficar em Manhattan (ou até melhor). Adoro fazer coisas “não óbvias” quando viajo. Ficar no Brooklyn é uma delas. É fácil e rápido pegar metrô. Além disso, é possível economizar um pouco em hotéis e você tem uma experiência diferente. As melhores áreas são: Downtown Brooklyn, Williamsburg ou Park Slope.

Virada do Ano
Falando em coisas diferentes, a nossa virada do ano também fugiu do óbvio. Diríamos que o destino mais popular é a Times Square, que recebe mais de 1 milhão de turistas para ver a “bola que cai”. Nós não fomos para lá.

Passamos a virada do ano no Central Park. SUPER recomendo! Se você gosta de correr, a festa pode ficar melhor ainda. Eu e a Flávia participamos de uma corrida de 6,4km, com largada no Central Park à meia-noite. Foi sensacional. Toda a turma (Mel, Kadu, Gus e Gordo) foi conosco e ficamos juntos até começarmos a correr. O evento é muito bacana, a energia é incrível e os fogos de artifício são muito lindos. Correr com os fogos do Central Park foi inesquecível. Quero fazer isso muitas vezes.

NYC Midnight Run
Com as amigas Mel e Flávia antes da corrida.

O pessoal que não correu também gostou! Disseram que ver a largada, acompanhadas de fogos de artifício, foi muito emocionante. Como a corrida não é longa (e não estava muito frio), foi tranquilo esperar nós chegarmos. Eles estavam até animados em correr conosco na próxima vez!

Fogos de artifício no Central Park - Ano Novo 2016
Fogos de artifício no Central Park – Ano Novo 2016

A corrida é esta:New York Mid Night Run. Se você estiver interessado em assistir o evento, o endereço é Central Park – 72nd Street perto da 5th Avenida.

Lembre-se que nos Estados Unidos não é permitido consumir bebidas alcoólicas em lugares públicos. Se você decidir levar espumante, leve bem camuflado, de preferência em uma garrafa diferente ;).

Memorial & Museu Nacional do 11 de Setembro
O Memorial do 11 de Setembro foi planejado logo após os ataques, em homenagem às vítimas e aqueles que participaram do resgate. Cerca de 3.000 pessoas perderam suas vidas no ataque terrorista e os nomes de todas elas estão gravados nas duas piscinas do memorial. Elas foram construídas nos pontos exatos onde ficavam as Torres Gêmeas.

A construção iniciou em 2006 e foi inaugurada em 11 de setembro de 2011. O memorial fica em um local de livre acesso e pode ser visitado diariamente das 7:30 as 21:00. Não é preciso comprar ingresso. Endereço: 200 Liberty St #20.

Memorial 11 de Setembro
Memorial 11 de Setembro

O museu foi inaugurado em 15 de maio de 2014 e fica no mesmo local do memorial. Eu achei triste, comovente e interessante ao mesmo tempo. São 10.300 peças, incluindo 2.380 doações de famílias das vítimas, 2.136 documentos e 37 objetos retirados do local dos atentados. Entre eles, encontram-se fragmentos dos aviões, carro de bombeiro, colunas de aço retorcidas pelo impacto das aeronaves e até escada original do prédio, por onde os sobreviventes passaram. Em uma das exposições, todos os acontecimentos do dia 11 de setembro de 2001 são explicados em detalhes – desde a entrada dos terroristas nos aviões, até horas depois do ataque. Dá para ouvir as ligações de pessoas que estavam dentro dos aviões e tiveram tempo de avisar as suas fimílias. Foi a minha parte preferida.

Museu do 11 de setembro
Escadarias utilizadas pelos sobreviventes para sair do prédio.
Museu do 11 de setembro_2
Restos do caminhão de bombeiros :/

Reserve pelo menos duas horas para conhecer o museu com calma. Eu indico alugar o áudio guide, foi super útil e tem também narração em português.

Valor: $24 para adultos / O aluguel do áudio guide é $7.
Horários: domingo a quinta, das 9h às 20h/ sexta e sábado das 9h às 21h.

Whitney Museum, High Line & Chelsea Market
Depois do Museu do 11 de Setembro precisávamos de um museu mais “leve”. Fomos para o novo Whitney Museum, inaugurado em maio de 2015. Ele fica no início (ou no fim, dependendo de onde você está vindo) da High Line, no Meatpacking District. Foi lindo!

Confesso que não sou uma super entendedora de arte moderna e contemporânea, mas achei o museu super bacana. Além das obras, a própria arquitetura do Whitney Museum é uma atração à parte. As janelas enormes com vista para o Rio Hudson são um show. Dos terraços dá para ver o Empire Sate Building, o East Side e o One World Trade Center. A vista no final de tarde é fantástica – dê uma pausa para apreciar o pôr do sol, vale a pena.

Terraço do Whitney Museum
Terraço do Whitney Museum – Rio Hudson ao fundo.
Terraço do Whitney Museum_2
Pôr do sol
Terraço do Whitney Museum_3
Você já percebeu que a cidade de Nova Iorque tem muitas caixas d’água de madeira em cima dos prédios? Esta fica no prédio em frente ao Whitney Museum

Parênteses para falar sobre as caixas d’água! Elas fazem parte da história de NYC. Começaram a ser produzidas em 1865 para coletar água da chuva, já que naquela época a cidade tinha problemas de poluição na água. Acreditam que elas ainda são produzidas? A mesma  empresa (Rosenwach)  instala entre 100 e 200 caixas d’água de madeira por ano, cada uma no valor de 55 mil dólares.

Voltando para o Whitney Museum:
Valor – $22 para adultos
Horários – domingo a quinta, das 10:30 às 18:00 (nas terças está fechado)/ sexta e sábado das 10:30 às 22:00.

Dicas:
1) Nas sextas-feiras entre 19:00 e 21:30 você tem a opção de “pagar o quanto quiser” pela entrada. No verão dá para pegar um belo pôr do sol neste horário, e economizar na entrada.
2) Prepare-se, pegamos muita fila para comprar ingressos e para entrar.

A High Line é uma antiga linha de trem que foi transformada em parque. Ele fica a 8 metros do chão e passa pelos bairros Meatpacking, West Chelsea e Hell’s Kitchen. São 19 quadras no total.

Em 1930, quando a High Line foi construída, esta região era ocupada principalmente por industrias e empresas de transporte. Atualmente os bairros são cheios de galerias de arte, lojas e restaurantes legais. Além de jardins, o parque tem bancos, espreguiçadeiras, vários artistas de rua e uma vista linda para o Rio Hudson. Coloque sapatos confortáveis e vá bater pernas por lá!

High Line_1
Chelsea visto da High Line – esta foto foi feita em uma outra viagem, em maio de 2014.
High Line_2
High Line em maio de 2014 – durante o inverno ela não tem tanta vegetação ;)

Durante o passeio, dê uma parada no Chelsea Market. Eu amo este lugar (até porque eu amo mercados)! É cheio de comidinhas deliciosas. Dependendo do horário do seu passeio, eu indico: café da manhã na Sarabeth’s Bakery, almoço no Giovanni Rana Pastificio (se você gosta de comida italiana), sobremesa na Fat Witch Bakery (os brownies deles são maravilhosos) e “lanche da tarde” no Bar Suzette. Foi no Bar Suzette que comemos neste dia – um crepe delicioso de banana, coco e nutella!

Brooklyn Bridge & One World Trade Center

No último dia fizemos uma caminhada muito legal. Estava frio e o dia lindo! De manhã pegamos o metrô até a estação da High Street (bem pertinho da Brooklyn Bridge) e atravessamos a ponte caminhando. Fomos do Brooklyn até o One World Trade Center,  mais ou menos 3 km/ 35 minutos andando. Super indico este passeio. Numa outra ocasião eu fiz o sentido contrário (Manhattan -> Brooklyn) de bicicleta. Também foi bem lindo.

Cadeados do Amor na Brooklyn Bridge
Cadeados do Amor na Brooklyn Bridge – vocês sabiam que é proibido colocar cadeados lá? O governo gasta uma grana para tirar todos :o

Brooklyn Bridge

Se o dia estiver bonito, eu indico visitar o observatório do One World Trade Center. É uma experiência incrível e eu nem preciso dizer que a vista é linda.

O prédio fica no mesmo terreno onde eram as Torres Gêmeas. O observatório, nos andares 100, 101 e 102 do prédio, tem vista privilegiada para Manhattan, Brooklyn e New Jersey. Além disso, ele tem várias atrações que eu prefiro deixar como surpresa para quem vai visitar.

Uma coisa que achei bem legal: na entrada, tem um mapa interativo mostrando a nacionalidade dos visitantes em tempo real. Muito interessante!

Vista do One World Trade Center

Vista do One World Trade Center_2

Valor: $32 para adultos
Horários: segunda a domingo das 9:00 as 20:00.
Endereço: 285 Fulton St.

Tô tentando fazer posts menos longos. O post com a continuação do nosso roteiro em NYC está aqui.

One thought on “Ano Novo em Nova Iorque

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.